Com tecnologia do Blogger.

Southampton 0-2 Arsenal - Ficha de Jogo



O Arsenal regressou finalmente aos bons resultados ao derrotar no St Mary’s Stadium o Southampton por 0-2. Depois de dois resultados negativos, a nossa equipa somou três pontos para ainda tentar lutar por lugares europeus na Premier League. Os jovens Eddie Nketiah e Joe Willock selaram a primeira vitória dos Gunners neste regresso da Premier League.


Arsenal: Martínez, Bellerín, Mustafi, Holding, Tierney, Ceballos, Xhaka, Saka, Pépé, Aubameyang, Nketiah
Subs: Macey, Maitland-Niles, Kolasinac, Sokratis, Smith, Özil, Willock, Nelson, Lacazette

Southampton: McCarthy, Valery, Stephens, Bednarek, Bertrand, Armstrong, Ward-Prowse, Hojbjerg, Redmond, Ings, Obafemi
Subs: Gunn, Vokins, Walker-Peters, Vestergaard, Smallbone, Romeu, Tella, Adams, Long


Mikel Arteta protagonizou novamente várias alterações no onze titular, que havia saído derrotado de Brighton. Para uma nova deslocação ao sul de Inglaterra num espaço de uma semana, Martínez entrou com naturalidade para o lugar do lesionado Leno, Tierney regressou à titularidade, enquanto Xhaka rendeu o castigado (pelo treinador) Guendouzi e Nketiah assumiu a frente de ataque.

O Arsenal entrou bem no jogo e criou perigo logo aos 7 minutos, com Aubameyang a rematar fora da área, depois de uma desatenção de McCarthy, mas a bola a sair à figura do guarda-redes.

Um minuto depois Eddie Nketiah coloca a bola na baliza, a passe de Bukayo Saka mas o golo foi invalidado. O jovem avançado inglês do Arsenal estava em posição irregular.

A boa entrada no jogo foi confirmada aos 10 minutos quando o Arsenal fica novamente muito perto de chegar à vantagem no marcador. Kieran Tierney, num passe muito longo, lançou Aubameyang na esquerda e este de frente para o guarda-redes do Southampton atira à barra da baliza.

O golo acabou por surgir aos 20 minutos, numa falha brutal de McCarthy. Apesar de estar completamente à vontade, o guarda-redes do Southampton permitiu que o seu passe fosse intercetado por Nketiah, e com a bola na direcção da baliza o jovem avançado só teve de encostar para inaugurar o marcador. Apesar do golo furtuito, era a confirmação do bom desempenho em campo.



O Southampton teve uma primeira parte fraca e apenas por uma vez chegou com perigo à baliza de Martínez. Stephens colocou a bola longa em Ings e na esquerda o inglês tentou cruzar ao segundo poste onde Obafemi chegou atrasado para desviar. O relógio marcava 28 minutos.

Até ao intervalo o jogo caiu de rendimento e foi um resto de primeira parte a arrastar por parte das duas equipas. A vantagem dos Gunners era por isso ajustada àquilo que se tinha passado dentro do relvado.

A segunda parte começou com um Southampton mais afoito e o primeiro aviso foi deixado por Ward-Prowse aos 51 minutos. O médio inglês rematou fora da área mas a bola saiu por cima da baliza de Martínez.

O Arsenal entrou apagado no segundo tempo e ia vendo o Southampton jogar. Aos 68 minutos Armstrong também tentou a sua sorte de fora da área mas viu a bola a não atingir o alvo, apesar do susto causado a Martínez.

Ao entrar para os últimos 20 minutos o Southampton procurou continuar a levar perigo à baliza de Martínez e foi Nathan Redmond, depois de um cruzamento na direita mal aliviado por Ceballos, a rematar à baliza mas a bola foi às malhas laterais.

A 15 minutos do fim, Martínez teve mesmo de se aplicar para evitar o golo do empate. Passe longo de Stephens para a frente a desmarcar Shane Long, bom domínio de peito e remate de primeira, obrigando o guarda-redes argentino do Arsenal a uma excelente defesa a dois tempos, evitando de seguida a recarga de Danny Ings. Excelente o segundo guarda-redes dos Gunners!

A tarefa de chegar ao empate ficou mais complicada para a equipa da casa, quando aos 85 minutos Stephens viu o cartão vermelho direto. O defesa central inglês permitiu a antecipação de Aubameyang, que ficava isolado para a baliza, e derrubou o avançado do Arsenal não escapando por isso à punição. Lacazette, que havia entretanto entrado para o lugar de Nketiah assumiu a marcação do pontapé-livre e viu a sua bola a ir contra a barreira. Na recarga atirou à figura de McCarthy, que defendeu para a frente e permitiu o remate de Willock, que atirou a contar e fechou as contas para o Arsenal em 0-2.



O Arsenal conseguiu assim uma importante vitória depois dos dois desaires consecutivos neste regresso da Premier League após pandemia. A luta pelos lugares europeus ainda não está terminada, apesar de muito complicada.

Sem comentários