Com tecnologia do Blogger.

Arsenal 1-0 West Ham United - Ficha de Jogo



O Arsenal sofreu a bom sofrer para levar de vencida a equipa do West Ham United. Os Gunners venceram apenas por 1-0, graças ao golo de Lacazette aos 78 minutos e com ajuda do VAR, mas foi o suficiente para aproximar a nossa equipa dos lugares europeus.


Arsenal: Leno, Sokratis, Luiz, Marí, Saka, Xhaka, Ceballos, Özil, Pépé, Nketiah, Aubameyang
Subs: Martínez, Bellerín, Guendouzi, Willock, Nelson, Martinelli, Lacazette

West Ham United: Fabianski, Ngakia, Diop, Ogbonna, Cresswell, Noble, Rice, Fornals, Bowen, Antonio, Aller
Subs: Randolph, Balbuena, Zabaleta, Soucek, Snodgrass, Lanzini, Anderson


Eis a estreia de Pablo Marí na Premier League. Depois do bom jogo para a taça de Inglaterra em Portsmouth o defesa espanhol tinha hoje o seu primeiro teste a sério para provar o seu valor em Inglaterra e justificar a sua contratação no verão. No onze titular do Arsenal destaque ainda para a titularidade de Sokratis no lado direito da defesa, relegando Héctor Bellerín para o banco de suplentes.

O jogo começou logo com uma grande oportunidade para a equipa do West Ham United. O Arsenal a tentar sair a jogar de trás começou a ficar encostado e um mau passe de Granit Xhaka foi interceptado por Jarrod Bowen e o jogador do West Ham, ainda fora da área atira ao poste da baliza de Bernd Leno.

A resposta do Arsenal chegou pouco depois, com Granit Xhaka novamente na jogada. O suíço recebeu a bola e ainda muito longe da área tentou visar a baliza de Fabianski mas a bola saiu bastante por cima do alvo.

Aos 13 minutos o Arsenal tem nova oportunidade num lance estragado por Mesut Özil. Xhaka bombeia a bola para a área, a defesa do West Ham alivia mal, Nketiah domina a bola e quando vai para rematar aparece Özil que remata na vez do avançado e atira contra o jogador adversário. Na recarga Nketiah atira à figura de Fabianski.

Com 19 minutos surge a segunda oportunidade do jogo para os Hammers. Nketiah é carregado em falta ainda no meio-campo defensivo dos Gunners, mas o árbitro nada assinala e Noble desmarca Antonio que obriga Leno a sair da baliza e a fazer uma excelente defesa.

Aos 22 minutos o Arsenal tem a melhor oportunidade da primeira parte. Depois de um pontapé-de-canto Aubameyang cruza para a zona de grande penalidade e surge Sokratis a cabecear mas a bola bate na trave da baliza do West Ham e vai para fora. O jogador grego a estar muito perto de voltar a marcar, depois de já ter feito o gosto ao pé em Fratton Park.

Nos últimos dez minutos da primeira parte mais uma oportunidade para cada equipa. Primeiro para o Arsenal, aos 38 minutos, quando Nicolas Pépé numa excelente jogada individual tira três defesas da frente mas na altura do remate Nketiah vem de posição fora-de-jogo rematar e anula o lance para os Gunners.

Um minuto depois a oportunidade do West Ham. Pontapé de canto para os Hammers e Antonio recebe a bola e de frente para a baliza de Leno falha incrivelmente o alvo, desperdiçando assim uma excelente oportunidade a finalizar o primeiro tempo.

O nulo ao intervalo castigava assim as duas equipas pelo fraco futebol ofensivo.

A segunda parte não foi muito melhor que a primeira mas começou com um lance de perigo para o Arsenal aos 53 minutos. Excelente lance de Saka na esquerda, serve Nketiah que de frente para Fabianski atira à figura do antigo guarda-redes do Arsenal.

O West Ham chegou aos 56 minutos com perigo à baliza de Leno. Cresswell cruzou na esquerda, Aller serve de cabeça Antonio e o avançado dos Hammers remata à baliza obrigando o guarda-redes alemão do Arsenal a uma excelente intervenção.

Pouco depois um mau passe de Ceballos permitiu um contra-ataque muito perigoso do West Ham. Noble lança Aller no contra-ataque e o jogador dos Hammers corre todo o meio-campo do Arsenal até chega à área e rematar à figura de Leno que defendeu a dois tempos.

Aos 78 minutos chega o golo do Arsenal. Aubameyang remata mas a bola é prensada em Noble e surge Özil de frente para a baliza a cabecear para o lado e servir Lacazette para o golo. A fiscal-de-linha anulou o golo por suposto fora-de-jogo do jogador alemão do Arsenal mas o VAR veio confirmar que o golo era válido e dar vantagem ao Arsenal no jogo.


Até ao fim o West Ham United pressionou à procura do golo do empate mas apenas aos 83 minutos esteve perto disso. Bowen cruza para a entrada da pequena-área e Aller em queda remata à baliza obrigando Leno a mais uma excelente intervenção.

O Arsenal, já em tempo de compensação, ainda podia ter feito o 2-0 mas o remate de Reiss Nelson que havia entrado para o lugar de Nicolas Pépé aos 69 minutos saiu por cima da baliza dos Hammers.

O Arsenal conquista assim três importantes pontos na luta pelos lugares europeus e aproxima-se dos rivais diretos. Na próxima quarta-feira vai até ao Etihad Stadium para defrontar o Manchester City.

1 comentário:

  1. O Pablo Mari veio no mercado de Inverno.
    A equipa desequilibra-se com facilidade devido à sua estrutura inicial.
    A falta de Torreira numa substituição para aguentar o resultado, é evidente

    ResponderEliminar