Com tecnologia do Blogger.

Arsenal 3-2 Everton - Ficha de Jogo



Mais uma vitória e continuamos invencíveis em 2020! O Arsenal venceu na tarde deste domingo o Everton por 3-2 e continua a sua escalada na tabela. Eddie Nketiah e Pierre-Emerick Aubameyang fizeram os golos da vitória.


Arsenal: Leno, Bellerín, Mustafi, Luiz, Kolasinac, Ceballos, Xhaka, Pépé, Özil, Aubameyang, Nketiah
Subs: Martínez, Saka, Sokratis, Guendouzi, Torreira, Nelson, Lacazette

Everton: Pickford, Sidibé, Mina, Holgate, Baines, Delph, Schneiderlin, Richarlison, Sigurdsson, Iwobi, Calvert-Lewin
Subs: Stekelenburg, Coleman, Keane, Davies, Gomes, Bernard, Kean


Mikel Arteta voltou a fazer alterações no onze titular tendo em conta o calendário do Arsenal, pois quinta-feira há novo jogo para a Liga Europa frente ao Olympiacos. Bellerín recuperou e regressou à titularidade, Kolasinac também voltou às opções para Saka descansar e Nketiah voltou a merecer a confiança do treinador, relegando Alexandre Lacazette para o banco de suplentes.

Primeira parte de grandes emoções que começou logo com o golo do Everton no primeiro minuto através de um lance de bola parada. Bola bombeada para a área, David Luiz não consegue cortar a bola de cabeça e Calvert-Lewin num remate acrobático faz o primeiro golo do jogo.


Logo depois é o Arsenal que tem a sua primeira oportunidade de golo. Pépé serve Bellerín e o espanhol, à entrada da área, atira por cima da baliza de Pickford.

Ainda dentro dos primeiros dez minutos de jogo surge a resposta do Everton à procura do segundo golo. Contra-ataque dos Toffees conduzido por Richarlison que serve Iwobi. O antigo jogador do Arsenal faz um remate forte mas por pouco a bola não vai à baliza.

O resultado não era bom para o Arsenal e a vida ficou mais difícil para Mikel Arteta aos 17 minutos. Sead Kolasinac lesionou-se num choque com Sidibé e teve de sair do relvado, acabando de braço ao peito e substituído por Bukayo Saka.

A verdade é que a entrada de Saka no jogo trouxe mais velocidade à equipa e aos 26 minutos os Gunners chegam ao golo do empate por Eddie Nketiah. Excelente cruzamento de Saka na esquerda e Nketiah aparece na entrada da pequena-área a desviar para a baliza. 1-1 no marcador!


Nem cinco minutos depois o Arsenal completa a reviravolta no marcador, desta vez por Pierre-Emerick Aubameyang. Passe longo de David Luiz a desmarcar o avançado do Arsenal e de frente para Pickford não teve dificuldade em fazer o 2-1. Aubameyang a marcar o seu 16º golo na Premier League esta temporada.


A intensidade do jogo continuou mas foi o Everton a acabar melhor a primeira parte. Primeiro aos 44 minutos, em novo lance de bola parada, Baines coloca a bola na zona de grande penalidade e Richarlison cabeceia por cima.

Finalmente, no último lance do primeiro tempo, o Everton chega ao golo do empate já em tempo de compensação. Pontapé prensado para o interior da pequena-área e Leno a ficar mal na fotografia e a permitir um golo muito consentido pelo guarda-redes.


O empate a duas bolas no marcador ao intervalo mostrava a competitividade com que a primeira parte havia sido jogada.

Se a primeira parte começou com o golo do Everton abrir, a segunda foi com o golo da vitória dos Gunners. Ainda no primeiro minuto do segundo tempo, Pépé cruzou para a zona de grande penalidade e Aubameyang de cabeça atirou para o fundo da baliza, fazendo o 3-2 no marcador.


O Everton procurou responde e conseguiu através de um erro de Saka. O mau passe do lateral-esquerdo foi interceptado por Calvert-Lewin que fez um remate cruzado defendido por Leno. Aos 72 minutos, novamente Calvert-Lewin, fica de frente para Leno e o guarda-redes do Arsenal faz uma enorme defesa ao remate do jogador do Everton. No entanto a repetição do lance mostrou que o jogador dos Toffees estava fora de jogo.

Apesar das preocupações defensivas o Arsenal foi a espaços procurando chegar à baliza de Pickford e Ceballos tentou chegar ao golo aos 75 minutos, mas o remate em arco à entrada da área saiu um pouco por cima do travessão.

A equipa visitante procurava o empate e teve mais duas ocasiões seguidas. Primeiro aos 78 minutos por Richarlison obrigando pelo a uma defesa para frente e depois aos 80’, novamente Richarlison cruza rasteiro para a área mas a bola passa por toda a gente e acaba por sair pela linha de fundo.

A três minutos dos noventa o Arsenal podia ter acabado com o jogo. A pressão alta dos Gunners obrigou a defesa do Everton a cometer um erro e Nketiah faz um grande remate à baliza mas a bola bateu com estrondo no travessão. Azar para o jovem avançado.

Por fim, neste jogo eletrizante, o Everton já em tempo de compensação vê Calvert-Lewin a saltar mais alto que toda a gente mas a cabecear ao lado da baliza de Leno.

O Arsenal somou assim mais três pontos em mais uma importante vitória. A equipa vira atenções agora para quinta-feira na recepção aos gregos do Olympiacos.

Sem comentários