Com tecnologia do Blogger.

Women: Arsenal 2-1 Manchester City



O Arsenal venceu na noite desta quarta-feira o Manchester City por 2-1 e garantiu a presença na final da FA Continental Tyres Cup. Num excelente jogo das nossas raparigas bateram as Citizens que ainda são as detentoras do troféu e agora defrontarão o Chelsea na final.


Arsenal: Zinsberger, Maier, Williamson, Schnaderbeck, McCabe, Wälti, Roord, van de Donk, Evans, Miedema, Mead
Subs: Peyraud-Magnin, Quinn, Nobbs, Filis, Grant, Mace

Manchester City: Roebuck, Stanway, Houghton, Bonner, Stoke, Walsh, Weir, Scott, Hemp, White, Wullaert
Subs: Benameur, Coombs, Bremer, Toland, Park, Bissell, Fidalgo


O Arsenal veio para este jogo com uma baixa de peso. A capitã Kim Little não estava apta para o jogo e não foi convocado, enquanto Jordan Nobbs recuperou de lesão mas começou o jogo no banco.

E o jogo começou com uma oportunidade para o Manchester City logo aos 3 minutos. Remate de Caroline Weir fora da área, a bola bate em McCabe e sobra para Ellen White que remata contra a guarda-redes do Arsenal, que fez uma grande defesa. Muito perigo logo abrir o jogo.

O Arsenal não podia ter dado melhor resposta pois inaugurou o marcador aos 6 minutos. Recuperação de bola de Beth Mead que serviu logo Miedema na esquerda. Aí a classe da holandesa veio ao de cima. Tirou Stephanie Houghton do caminho e rematou cruzado, deixando a guarda-redes do Manchester City pregada no chão e inaugurando o marcador.


A partir daí o jogo foi dividido mas lances de perigo só voltaram a surgir depois da meia-hora de jogo. E o primeiro foi para o Manchester City aos 35 minutos. Contra-ataque do Manchester City que culminou com o remate fora da área de Jill Scott, mas passou ao lado da baliza de Zinsberger.

A resposta do Arsenal surgiu também com um remate fora da área, um minuto depois, mas as intenções de Leonie Maier passaram por cima da baliza de Roebuck.

O segundo golo das Gunners surgiu ainda na primeira parte por Danielle van de Donk. A holandesa rematou fora da área e Roebuck ficou muito mal fotografia, sofrendo um enorme frango e permitindo o 2-0 no marcador.


A vantagem das Gunners ao intervalo era mais que justa tendo em conta a primeira parte.

A segunda parte foi menos bem jogada mas não deixaram de haver ocasiões de golo. E o Arsenal teve logo duas nos primeiros 10 minutos. Primeiro com o cruzamento de van de Donk em que Houghton alivia contra a companheira de equipa e permite o canto para o Arsenal e na sequência do pontapé-de-canto Miedema obriga Roebuck a uma grande defesa.

Contra a corrente do jogo surgiu o golo do Manchester City. Leonie Maier derrubou Lauren Hemp na grande-área e a árbitra não teve dúvidas em assinalar grande penalidade. Ellen White chamada a converter permitiu que Zinsberger fizesse uma grande defesa para canto. No entanto na marcação do pontapé-de-canto as Citizens chegam ao golo por Gemma Bonner.


Ainda assim a nossa equipa não desistiu e voltou a procurar a baliza do City, logo dois minutos depois. Danielle van de Donk desmarcou Vivianne Miedema mas a avançada holandesa de frente para a guarda-redes adversária não conseguiu fazer o golo.

Novas oportunidades de golo já só nos últimos dez minutos e todas elas para o Arsenal. A primeira aos 81 minutos por Leonie Maier, num excelente remate já dentro da área e depois, aos 83 minutos, Lisa Evans atira às malhas laterais.

O Arsenal venceu então por 2-1 e segue para a final da competição onde defrontará a equipa do Chelsea. As Gunners pretendem revalidar a conquista do troféu que já venceram por cinco ocasiões.

Sem comentários