Com tecnologia do Blogger.

Arsenal 1-1 Sheffield United - Ficha de Jogo



O Arsenal voltou a ceder pontos ao empatar na tarde deste sábado a uma bola com o Sheffield United no Emirates. Os Gunners até estiveram em vantagem no marcador com o golo de Gabriel Martinelli em cima do intervalo, mas permitiram o empate já nos últimos 10 minutos do encontro e volta a marcar passo na luta pelos lugares europeus.


Arsenal: Leno, Maintland-Niles, Mustafi, Luíz, Saka, Torreira, Xhaka, Pépé, Özil, Martinelli, Lacazette
Subs: Martínez, Holding, Bellerín, Guendouzi, Ceballos, Willock, Nketiah

Sheffield United: Henderson, Baldock, Basham, Egan, O’Connell, Stevens, Lundstram, Norwood, Fleck, McBurnie, Mousset
Subs: Verrips, Jagielka, Freeman, Besic, Osborn, Robinson, Sharp


Algumas surpresas nas escolhas de Mikel Arteta para este jogo. Shkodran Mustafi regressou à titularidade para substituir o adoentado Sokratis e Martinelli também entrou para o lugar do lesionado Reiss Nelson. No banco, Bellerín, Ceballos e Nketiah regressaram aos convocados.

A primeira parte foi bastante fraca para ambas as equipas. Ainda assim a primeira real oportunidade de golo surgiu para a equipa do Sheffield United aos 8 minutos. Mau passe de Maitland-Niles com a bola a ser intercetada por Enda Stevens e o jogador do Sheffield a cruzar para a área onde aparece Mousset a cabecear à vontade mas a falhar o alvo.

O Arsenal respondeu aos 13 minutos por Gabriel Martinelli. Alexandre Lacazette isola Nicolas Pépé na direita e o costa-marfinense já na área cruza para o segundo poste onde aparece o avançado brasileiro para finalizar mas não acerta com a baliza.

Aos 21 minutos o Arsenal volta a chegar com perigo junto da baliza de Henderson. Boa jogada individual de Nicolas Pépé pelo meio que tenta isolar Martinelli. No entanto o jovem avançado brasileiro pressionado por um defesa volta a não acertar com a baliza.

O jogo estava fraco e em cima do intervalo surge com surpresa o golo do Arsenal. Cruzamento de Saka na esquerda, com a bola a desviar em George Baldock, e Martinelli aparece desmarcado ao segundo poste onde só teve de encostar para golo e colocar o Arsenal em vantagem no marcador.


Na segunda parte a equipa do Sheffield United veio mais focada no empate e criou perigo logo aos 53 minutos. Cruzamento de Stevens tenso para a entrada da pequena-área e não surge ninguém dos Blades para desviar, permitindo assim a defesa de Bernd Leno.

Pouco depois, aos 56 minutos, o Sheffield United volta a estar muito perto do golo. Pontapé-de-canto para a entrada da pequena-área, Bernd Leno falha a abordagem ao lance e permite o cabeceamento de um jogador do Sheffield que só não dá golo porque Granit Xhaka tirou a bola em cima da linha de golo.

Aos 69 minutos ficou uma grande penalidade por marcar a favor do Arsenal em que só Mike Dean e o VAR não viram. Nicolas Pépé é derrubado por Jack O’Connell na área mas incrivelmente os árbitros do jogo não assinalaram nada.

O Sheffield United volta a criar perigo novamente por bola parada aos 81 minutos. Novo pontapé-de-canto para o interior da área e Oliver McBurnie salta à vontade mas cabeceia à figura do guarda-redes do Arsenal.

No entanto o golo dos visitantes acabaria por chegar praticamente no minuto seguinte. Remate de John Fleck e a bola a desviar em Maitland-Niles enganando Bernd Leno e restabelecendo a igualdade no marcador. Balde de água fria no Emirates.


Até ao fim houve mais duas oportunidades de golo, uma para cada equipa. Primeiro para o Sheffield United com o remate forte de Muhamed Besic e depois Shkodran Mustafi, após um pontapé-de-canto batido por Mesut Özil a cabecear à figura de Henderson.

O Arsenal volta assim a marcar passo na Premier League, não aproveitando os desaires de vários rivais diretos.

Sem comentários