Com tecnologia do Blogger.

Norwich City 2-2 Arsenal - Ficha de Jogo



Resultado: Norwich City 2-2 Arsenal
Competição: Premier League
Data: 1 Dezembro 2019
Estádio: Carrow Road


LINE UPS

Arsenal: Leno, Chambers, Mustafi, Luíz, Kolasinac, Xhaka, Guendouzi, Aubameyang, Willock, Özil, Lacazette
Subs: Martínez, Sokratis, Saka, Tierney, Torreira, Martinelli, Pépé

Norwich City: Krul, Aarons, Zimmermann, Godfrey, Byram, Amadou, Trybull, Cantwell, McLean, Hernández, Pukki
Subs: Fährmann, Lewis, Stiepermann, Vrancic, Roberts, Buendía, Srbeny


MATCH REPORT

O Arsenal voltou a perder pontos para a Premier League depois de sair de Carrow Road com um empate a duas bolas. No primeiro jogo depois do despedimento de Unai Emery, Freddie Ljungberg tentou trazer mais ânimo à equipa mas na prática ainda nada melhorou com a saída do treinador espanhol. Aubameyang voltou a ser fundamental e marcou os dois golos dos Gunners.

Para este jogo o treinador interino do Arsenal fez algumas surpresas no onze titular. Shkodran Mustafi voltou à titularidade fazendo dupla com David Luíz e relegando Sokratis para o banco de suplentes. Também Xhaka regressou aos jogos na Premier League e Nicolas Pépé continua a estar no banco e a perder minutos no onze titular.

O Arsenal até entrou bem no jogo e aos 5 minutos teve logo uma primeira oportunidade de golo por Alexandre Lacazette. O avançado francês tentou dar seguimento a um remate bloqueado de Joe Willock, mas já em queda da pequena-área o remate saiu fraco e permitiu a defesa de Krul para canto.

Aos 10 minutos o Arsenal volta a ter uma nova clara oportunidade de golo. Pontapé-de-canto marcado por Mesut Özil para a entrada da pequena-área e Mustafi salta mais alto que toda a gente cabeceado a bola para a baliza. Para sorte dos Canaries surge um jogador da equipa da casa que tirou a bola em cima da linha de golo e impediu o golo inaugural dos Gunners.

O Arsenal estava por cima no jogo e voltou a criar perigo, novamente num pontapé-de-canto marcado por Özil. O alemão colocou a bola para o primeiro poste onde apareceu Calum Chambers a desviar de cabeça e a obrigar Krul a uma excelente defesa.

Foi por isso, contra a corrente do jogo, que surgiu o golo do Norwich aos 21 minutos. Contra-ataque lançado por Kenny McLean para Teemu Pukki e o avançado finlandês teve todo o tempo do mundo para avançar e rematar, aproveitando ainda o desvio que a bola sofreu para enganar Bernd Leno e inaugurar assim o marcador. Os centrais dos Gunners a ficarem bastante mal na fotografia.


Aos 24 minutos o árbitro marca grande penalidade depois de um desvio da bola com a mão por parte de Zimmermann. Aubameyang foi chamado a converter mas permitiu a defesa de Krul. No entanto o VAR deu sinal de vida e detetou vários jogadores do Norwich na área antes do avançado do Arsenal rematar. O árbitro Paul Tierney mandou repetir a grande penalidade e desta vez Aubameyang não desperdiçou fazendo o 1-1 no marcador.


Em cima do intervalo a equipa da casa chega ao 2-1. Ataque pela esquerda por Hernández e o alemão a ter todo o tempo do mundo para servir Cantwell. O médio inglês aproveitou todas as facilidades para fazer o 2-1 e levar a sua equipa a vencer para o descanso. Se a atitude da nossa equipa parecia melhor, os erros sucediam-se dentro de campo.


A segunda-parte começou praticamente com pedidos de grande penalidade a favor do Arsenal. Já dentro da área Mesut Özil cruzou e novamente Zimmermann a desviar a bola com a mão. O árbitro desta vez mandou seguir mas foi um lance que deixou muitas dúvidas.

O golo do empate do Arsenal apareceu aos 57 minutos novamente de bola parada. Pontapé-de-canto marcado por Özil e Mustafi aparece à entrada da pequena-área para desviar. No entanto o remate do defesa alemão é desviado e na recarga Aubameyang atira a contar e a fazer o seu segundo golo no jogo.


O Norwich procurou responder rapidamente ao golo sofrido e 3 minutos depois está perto do terceiro golo. Perda de bola por parte de Xhaka e Guendouzi que permite o rápido contra-ataque do Norwich. McLean no remate obriga Leno a uma excelente defesa para canto.

Aos 62 minutos o Norwich volta a ficar perto do golo. Remate de Cantwell à entrada da área mas a bola sai muito perto do poste da baliza de Leno.

O jogo tornou-se muito disputado a meio-campo mas é o Norwich, perto do fim, que por duas vezes fica perto de vencer o jogo. Primeiro aos 88 minutos por Aarons, numa boa jogada individual obriga Leno a defender para canto e depois já em tempo de compensação o mesmo Aarons remata e obriga Leno a mais uma intervenção complicada.

O Arsenal perdeu assim mais dois pontos na Premier League e compromete ainda mais a sua posição na tabela. Freddie Ljungberg poderá ainda dirigir a equipa no próximo jogo mas em breve deveremos saber que assumirá o comando técnico do clube.

Sem comentários