Com tecnologia do Blogger.

Arsenal 1-2 Brighton & Hove Albion - Ficha de Jogo


Imagem: Premier League

Resultado: Arsenal 1-2 Brighton & Hove Albion
Competição: Premier League
Data: 5 Dezembro 2019
Estádio: Emirates Stadium


LINE UPS

Arsenal: Leno, Bellerín, Sokratis, Luíz, Kolasinac, Xhaka, Torreira, Auba, Willock, Özil, Lacazette
Subs: Martínez, Tierney, Chambers, Martinelli, Guendouzi, Nelson, Pépé

Brighton: Ryan, Alzate, Webster, Dunk, Burn, Pröpper, Stephens, Mooy, Gross, Connolly, Maupay
Subs: Button, Bernardo, Montoya, Duffy, Bissouma, Trossard, Murray


MATCH REPORT

O Arsenal acabou derrotado esta noite em casa pelo Brighton e soma para nove jogos seguidos sem conhecer o sabor da vitória. Não foi certamente a estreia de Freddie Ljungberg perante os adeptos do Arsenal. Lacazette fez o golo da nossa equipa.

O Arsenal começou bem o jogo e dominou os primeiros 15 minutos, embora sem nunca conseguir criar grandes ocasiões de perigo. Isso permitiu que o Brighton começasse a crescer no jogo e a equipa visitante teve quase seguidas três ocasiões de golo.

Primeiro aos 23 minutos num livre direto marcado por Gross. O médio alemão atirou contra a barreira do Arsenal. No minuto seguinte, na sequência de um pontapé-de-canto, Webster salta mais alto que toda a gente na área e cabeceia à figura de Leno. Finalmente, aos 26 minutos, Mooy tira um cruzamento na esquerda e Maupay remata cruzado com a bola a passar muito perto da baliza do Arsenal.

A primeira real oportunidade de golo do Arsenal surgiu apenas aos 28 minutos. Lacazette dentro da área passa para Aubameyang que estava sozinho à direita mas o remate do avançado gabonês sai fraco e não atinge o alvo desejado.

O Brighton voltou a chegar com perigo à baliza do Arsenal aos 33 minutos. Falta já no meio-campo defensivo dos Gunners rapidamente marcado pelos jogadores do Brighton e Maupay faz um remate fora da área que obriga Leno a uma defesa a dois tempos.

Foi por isso com naturalidade que se viu o Brighton a inaugurar o marcador aos 36 minutos. Pontapé-de-canto marcado para o segundo poste e Burn serve de cabeça Webster, que embora estivesse rodeado de jogadores do Arsenal conseguiu rematar para golo. 0-1 no Emirates e voltávamos a ver um filme que tem sido muito habitual nesta época.


Aos 41 minutos o Arsenal ficou muito próximo de empatar. Boa jogada individual de Aubameyang na direita que cruzou para a entrada da pequena-área. Willock aparece a cabecear mas Ryan faz uma excelente defesa com as pernas e evitou o golo do empate.

A vantagem da equipa visitante no Emirates não era por isso de estranhar ao intervalo. A pensar nisso Freddie Ljungberg lançou Nicolas Pépé para o lugar de Joe Willock no reatar da segunda-parte de forma a trazer mais velocidade ao ataque do Arsenal.

E a entrada da Pépé deu um efeito inicial na equipa. A equipa atacava mais e chegou ao golo do empate aos 50 minutos por Lacazette. Pontapé-de-canto marcado por Özil para a quina da pequena-área e o avançado francês atira de cabeça para o segundo poste restabelecendo assim a igualdade no marcador e dando novo ânimo aos adeptos.


O golo de Lacazette pareceu inspirar os nossos jogadores que em dois minutos tiveram duas excelentes ocasiões para dar vantagem ao Arsenal. Primeiro foi Bellerín, na direita, a cruzar para Aubameyang mas a bola a não chegar ao avançado e depois foi Kolasinac, na esquerda, que cruzou para a pequena-área mas o pequeno atraso do gabonês impediu o desvio para a baliza.

Aos 61 minutos foi por muito pouco que o Brighton não chega ao 1-2. Cruzamento na direita de Alzate e Maupay por pouco, na pequena-área, não desvia para a baliza. Valeu Leno que atrapalhou acção do avançado dos Seagulls.

Com 63 minutos de jogo o Arsenal festejou um golo mas o VAR fez questão de invalidar, e com razão. Pontapé livre marcado por Özil mas aparecem três jogadores do Arsenal em posição irregular. Um deles era David Luíz que desviou a bola para a baliza e ainda celebrou. As imagens mostraram que o VAR esteve bem em anular o lance.

Aos 69 minutos foi a vez de Özil fazer mira à baliza de Ryan mas também o alemão não deu com o alvo. Cruzamento de Lacazette na direita e Özil na área remata de primeira mas a bola saiu ao lado da baliza do Brighton.

O Arsenal a partir daí caiu no jogo e o Brighton aproveitou para chegar ao golo aos 80 minutos. Cruzamento de Mooy na esquerda e aparece Maupay a cabecear sem marcação para o fundo da baliza e colocando o Brighton em vantagem no marcador a apenas 10 minutos do fim. Vida complicada para a nossa equipa.


Martinelli, que havia entrado aos 77 minutos para o lugar de Lacazette também tentou fazer o golo aos 87 minutos mas não teve sorte. Excelente cruzamento de Kieran Tierney e o jovem brasileiro faz um grande cabeceamento para o poste mais distante. No entanto Ryan faz uma grande defesa impedindo o golo do empate a Martinelli.

Pépé teve ainda um livre direto aos 90 minutos, muito ao género daqueles que deram golo contra o Vitória SC, mas desta vez não acertou com o alvo.

A última jogada de perigo do encontro foi até para o Brighton que podia ter fechado o jogo com um 1-3. Perda de bola de Xhaka para Trossard e a defesa permite que o belga corra todo o meio-campo defensivo dos Gunners e entre pela área para rematar. Felizmente o remate saiu por cima da baliza de Leno e o Arsenal não perdeu por números ainda mais esclarecedores.

Vida muito complicada para a nossa equipa que cai assim para um terrível 10º lugar, que não sabem vencer nos últimos 9 jogos, tem um mês de Dezembro bastante complicado e os lugares de despromoção estão já ali a 5 pontos de distancia.

Sem comentários