Com tecnologia do Blogger.

Liverpool 5-5 (5-4 gp) Arsenal - Ficha de Jogo



Resultado: Liverpool 5-5 Arsenal (5-4 gp)
Competição: Carabao Cup
Data: 30 Outubro 2019
Estádio: Anfield Road


LINE UPS

Arsenal: Martínez, Bellerín, Mustafi, Holding, Kolasinac, Maitland-Niles, Torreira, Willock, Saka, Özil, Martinelli
Subs: Macey, Tierney, Sokratis, Guendouzi, Ceballos, Lacazette, Pépé

Liverpool: Kelleher, Williams, Gomez, van den Berg, Milner, Oxlade-Chamberlain, Lallana, Keïta, Elliott, Origi, Brewster
Subs: Adrián, Koumetio, Kane, Clarkson, Chirivella, Jones, Larouci


MATCH REPORT

O Arsenal foi esta noite eliminado da Carabao Cup ao perder no desempate das grandes penalidades por 5-4. No tempo regular o jogo acabou empatado com um incrível 5-5, mas a grande penalidade falhada por Dani Ceballos decidiu a eliminatória para o lado do Liverpool. Lucas Torreira, Gabriel Martinelli, Ainsley Maitland-Niles e Joe Willock fizeram os golos da nossa equipa.

Para este jogo Unai Emery realizou bastantes alterações no onze titular, com o destaque a passar pela titularidade de Mesut Özil que não jogava há mais de um mês pelo Arsenal. De resto o treinador espanhol lançou a equipa expectável e que tem sido aquela que tem actuado maioritariamente na Liga Europa.

O jogo não podia ter começado da pior maneira para a nossa equipa. Com apenas 6 minutos de jogo a equipa da casa adiantava-se no marcador com um auto-golo de Shkodran Mustafi. Alex Oxlade-Chamberlain cruzou na direita para a entrada da pequena-área e o defesa-central alemão do Arsenal, pressionado por Brewster, desviou a bola para a própria baliza.

O Arsenal respondeu ao golo sofrido e aos 19 minutos chegou ao empate por Lucas Torreira. Recuperação de bola a meio-campo e depois de um bom trabalho na esquerda por Gabriel Martinelli na esquerda a bola acaba por sobrar para Mesut Özil. O jogador alemão descobre Saka na zona de grande penalidade e o jovem jogador atira à figura de Kelleher. O guarda-redes do Liverpool não segura a bola e Torreira, na recarga, faz o empate para o Arsenal. No entanto o golo deveria ter sido invalidado porque o médio uruguaio estava em fora-de-jogo.

Aos 26 minutos o Arsenal faz a reviravolta no marcador. Num pontapé livre marcado rapidamente por Lucas Torreira, a bola segue para Maintland-Niles que cruza para a pequena-área e aparece outra vez Torreira para desviar. Kelleher defendeu para a frente e no ressalto Martinelli fuzila a baliza dos Reds, fazendo o 1-2 no marcador.

10 minutos depois o Arsenal faz o 1-3. Excelente recuperação de bola de Özil com um toque de classe e desmarca Saka na esquerda. O jovem jogador cruza rasteiro para a grande área onde Martinelli, completamente sozinho só teve de desviar para a baliza e aumentar assim a vantagem do Arsenal.

O jogo estava maluco de parte-a-parte e ainda antes do intervalo o Liverpool reduz para 2-3 através da marcação de uma grande penalidade muito duvidosa. Martinelli supostamente travou Harvey Elliott em falta na área e James Milner, chamado a converter, não desperdiçou.

A segunda-parte não foi muito diferente da primeira e voltou a ser carregada de golos e emoção. Com menos de 10 minutos decorridos no segundo tempo o Arsenal volta a aumentar a vantagem, para 2-4, desta vez por Maitland-Niles num grande toque de classe de Mesut Özil. Milner faz um atraso muito mau para o seu guarda-redes e Maitland-Niles chegou a tempo da bola para a desviar de Kelleher. No entanto adiantou de mais a bola e esta ia saindo pela linha de fundo, aparecendo no entanto Özil para evitar o pontapé de baliza e ao mesmo tempo a fazer uma grande assistência para o colega que aumentou assim a vantagem novamente para dois golos.

O jogo estava imparável e aos 58 minutos o Liverpool volta a reduzir a desvantagem no marcador, desta vez por Oxlade-Chamberlain. O Arsenal nunca conseguiu tirar a bola da sua zona defensiva, com a bola andar muito pelo ar, e quando Maitland-Niles vai para aliviar o antigo jogador dos Gunners antecipa-se e faz um grande remate fora da área para o fundo da baliza, não dando qualquer hipótese a Martínez.

O Liverpool chegou ao empate aos 62 minutos. Ataque dos Red pelo meio e Origi à entrada da grande-área roda sobre Holding e atira a contar para a baliza. 4-4 no marcador.

Aos 70 minutos o Arsenal volta a ficar em vantagem, desta vez num grande golo de Joe Willock. O jovem médio sub-21 recebeu a bola junto ao meio-campo, arranca pela zona defensiva do Liverpool fora e ainda fora da área envia uma bomba para a baliza de Kelleher, fazendo assim o 4-5. Grande golo!

Quando toda a gente já pensava que o resultado estava feito o Liverpool chega ao 5-5 aos 90'+4. Má cobertura defensiva de Saka a Neco Williams que permitiu o cruzamento para a grande área e Origi num remate de primeira à meia-volta faz o 5-5 levando o jogo para as grandes penalidades de forma a decidir o vencedor.

Na loteria dos penaltis o Liverpool foi mais forte. Milner, Lallana, Brewster, Origi e Jones não despediçaram, enquanto no Arsenal Dani Ceballos falhou o seu penalti, dando assim a vitória aos Reds.

Sem comentários