Com tecnologia do Blogger.

Cazorla triste por não se ter despedido dos adeptos



Santi Cazorla diz que está triste por não ter tido a oportunidade de se despedir realmente do Arsenal e dos seus adeptos, depois do seu ciclo no norte de Londres ter chegado ao fim.

O jogador espanhol sofreu uma terrível lesão no tendão de Aquiles em Outubro de 2016, sofrendo diversas infecções e sendo sujeito a inúmeras cirurgias, acabando por sair dos Gunners no verão de 2018.

Cazorla regressou a Espanha e ao Villarreal, uma casa que já não era estranha para si, e tem aproveitado esta oportunidade para relançar a sua carreira e desfrutar do prazer de jogar futebol. Em entrevista ao jornal local Las Provincias, Santi falou do seu tempo em Londres sob a orientação de Arsène Wenger.

"Chego ao Arsenal e está lá um treinador que já lá trabalha há 20 anos. Surpreendentemente é a pessoa mais normal do mundo."

"Passei seis anos maravilhosos com ele e ele confiou em mim desde o primeiro minuto."

"Dói não ter tido a oportunidade de me despedir de um estádio que me fez apaixonar pelo clube."

Também os adeptos levam uma palavra de carinho por parte do jogador espanhol.

"Quando perco um jogo raramente saio de casa, nem mesmo que seja por 1-0, é a minha forma de estar. Mas houve um jogo em que perdemos por 6-0 frente ao Chelsea e foi algo desastroso."

"A minha família veio cá e quis visitar Londres. Não estava muito para aí virado, onde ia depois de perder por 6-0? Mas no final acabei por ir para o centro de Londres e os adeptos paravam a pedir para tirar fotos, autógrafos e encorajar apesar do mau resultado."

Foi algo muito injusto não termos dado uma verdadeira despedida a um jogador como Santi Cazorla, mas nada nos deixa mais orgulhosos do que ver o progresso que tem feito neste seu regresso ao Villarreal.

Sem comentários