Com tecnologia do Blogger.

Arsenal 2-1 Burnley - Ficha de Jogo



Resultado: Arsenal 2-1 Burnley
Competição: Premier League
Data: 17 Agosto 2019
Estádio: Emirates Stadium


LINE UPS

Arsenal: Leno, Maitland-Niles, Sokratis, Luiz, Monreal, Willock, Guendouzi, Ceballos (83'), Aubameyang, Nelson (46'), Lacazette (71')
Subs: Martínez, Kolasinac (71'), Chambers, Martinelli, Torreira (83'), Mkhitaryan, Pépé (46')

Burnley: Pope, Lowton, Tarkowski, Mee, Pieters, Gudmundsson (72'), Westwood, Cork, McNeil, Wood (61'), Barnes
Subs: Hart, Bardsley, Taylor, Gibson, Hendrick, Lennon (72'), Rodriguez (61')


MATCH REPORT

O Arsenal venceu na abertura da jornada 2 de Premier League o Burnley por 2-1 no Emirates. Alexandre Lacazette, de regresso à titularidade, e Pierre-Emerick Aubameyang fizeram os golos dos Gunners, enquanto Barnes marcou para os Clarets.

Tivemos um Arsenal sempre dominador com Dani Ceballos a ser o motor da equipa, e o médio espanhol mostrou que não estava para brincadeiras quando logo aos dois minutos rematou de fora da área, mas a bola passou ao lado da baliza de Pope. Pouco depois o mesmo Ceballos marca um pontapé-de-canto tenso para a pequena área, onde aparece Lacazette a desviar de cabeça, mas David Luiz não chegou a tempo de desviar para o golo.

Aos 12 minutos o Arsenal esteve bastante perto do golo, quando Lacazette de cabeça à entrada da pequena-área obrigou o guarda-redes adversário a uma excelente defesa por cima da trave. Na sequência desse lance o Arsenal teve um pontapé-de-canto e o golo acabou por surgir aí. Canto na direita novamente marcado por Ceballos, a bola vai ter com Lacazette e o avançado do Arsenal de costas para a baliza só teve de rodar e atirar, em queda, a contar para golo. Estava aberto o marcador e o avançado francês fazia assim a sua estreia a marcar na edição deste ano da Premier League.

Aos 40 minutos o Arsenal esteve perto de aumentar a vantagem por Mattéo Guendouzi. Novo lance conduzido pelo meio por Ceballos, que desmarcou à direita o médio francês. Guendouzi já na grande área rematou forte e obrigou Pope com uma defesa com as pernas de forma a evitar o 2-0 para os Gunners.

No entanto, quando já toda a gente pensava no intervalo, surge o lance do golo do Burnley, com alguma sorte à mistura. McNeil com a bola fora da área tentou cruzar, mas esta saiu mal e rasteira, tendo ido tabelar em Sokratis que desmarcou Barnes. Na cara de Leno o avançado do Burnley, que já havia marcado dois golos na jornada inaugural frente ao Southampton, fez o empate na partida e arrefeceu o ânimo dos adeptos do Arsenal.

Ainda antes do intervalo o Arsenal voltou a marcar, por Reiss Nelson, mas o lance foi invalidado pelo VAR devido ao fora-de-jogo de Monreal. O lateral espanhol estava ligeiramente adiantado quando recebeu a bola para fazer o passe para o extremo-inglês. O empate ao intervalo penalizava os Gunners que estavam a ser claramente superiores ao adversário.

De forma a tentar chegar novamente à vantagem Unai Emery não perdeu tempo e lançou Nicolas Pépé ao intervalo para o lugar de Reiss Nelson. Aubameyang não quis esperar muito e logo no início da segunda etapa atirou de fora da área mas a bola passou ao lado do poste de Pope.

Aos 60 minutos o Arsenal esteve novamente perto do 2-1 e novamente por Aubameyang. Pépé descobriu bem Aubameynag a entrar na área e depois o avançado gabonês do Arsenal atira para a baliza, obrigando Pope a uma excelente intervenção de forma a negar o segundo golo do Arsenal no jogo. Pouco depois foi a vez de Ceballos, novamente fora da área a obrigar Pope a uma excelente defesa para canto. Estava a dar nas vistas o jogador emprestado pelo Real Madrid ao Arsenal.

O 2-1 acabou por surgir aos 64 minutos. Bola recuperada por Ceballos que sobra para Aubameyang e o avançado do Arsenal remata fora da área, desta vez sem dar qualquer hipótese a Pope. Estava feito o 2-1 e o Arsenal novamente na frente do marcador.

A partir do golo de Aubameyang tivemos um Burnley a crescer no jogo e um Arsenal a tentar segurar o resultado. Os Clarets foram chegando mais vezes à área do Arsenal mas Leno foi dando conta do recado. No entanto foi o Arsenal que esteve mais perto de regressar aos golos, desta vez por Torreira, já em cima do minuto 90. Servido por Willock na direita o médio uruguaio remata de primeira e obriga Pope a mais uma excelente intervenção. Boa entrada de Torreira no jogo que já está cada vez mais perto da titularidade outra vez.

O Arsenal já no tempo de compensação teve novamente oportunidade de fechar o jogo, quando Aubameyang e Pépé surgiu num dois para um, mas o passe atrasado do novo reforço dos Gunners para Auba fez o gabonês perder tempo de remate e não concluir da melhor forma a jogada.

Pouco depois Mike Dean dava o último apito do jogo que selava a vitória do Arsenal e de mais uma vitória na Premier League. Duas vitórias nas duas primeiras jornadas são muito importantes tendo em conta que agora temos no sábado a deslocação a Anfield para defrontar o Liverpool e depois recebemos os spurs no Emirates.


PLAYER RATINGS

Bernd Leno: 7
Nem sempre foi convincente na forma em que saía às bolas áreas mas mais uma vez mostrou-se bastante forte entre os postes.

Ainsley Maitland-Niles: 7
Melhor a defender do que a atacar. Raramente conseguia chegar com perigo ao último terço do campo.

Sokratis Papastathopoulos: 7
Boa exibição, nesta vez a estrear a sua dupla com David Luiz, e sempre a liderar o sector mais recuado da equipa.

David Luiz: 7
Boa estreia pelo Arsenal, sempre bastante calmo e há procura do passe em profundidade. Sempre a falar com os colegas algo que faltava em anos anteriores.

Nacho Monreal: 7
O capitão de equipa no jogo de hoje voltou a estar a bom nível, tal como já havia acontecido com o Newcastle. Continuamos a dizer que está a contar os seus minutos de jogo até à chegada em definitivo de Sead Kolasinac e Kieran Tierney.

Mattéo Guendouzi: 8
Excelente na qualidade de passe e em tentar acompanhar Dani Ceballos nas saídas para o ataque. Esteve perto do golo.

Dani Ceballos: 9
Grande estreia a titular do médio espanhol. Foi o motor da equipa e todo o jogo passou por si. Contribuiu com as duas assistências para os dois golos do Arsenal. Se continuar assim no futuro, ninguém vai sentir saudades de Aaron Ramsey.

Joe Willock: 8
Voltou a ser titular em mais uma jornada da Premier League e dá passos firmes na sua ascensão no plantel. Esteve bastante bem no jogo e já em cima do minuto 90 fez um excelente passe para Torreira que podia ter dado o terceiro golo do Arsenal.

Pierre-Emerick Aubameyang: 8
A sua luta pela bota de ouro continua, somando o segundo jogo a marcar nas duas primeiras jornadas. Teve oportunidades para marcar, mas sentencia o jogo com um excelente remate fora da área sem hipóteses para o guarda-redes do Burnley.

Reiss Nelson: 6
Ao contrário do colega Joe Willock, não está fácil a sua chegada à equipa principal. Passou um pouco ao lado do jogo na primeira parte e acabou substituído ao intervalo para dar lugar a Nicolas Pépé.

Alexandre Lacazette: 7
Ainda não está a 100% mas voltou a mostrar a sua qualidade em campo. Dividiu muitas bolas com a defesa adversária e fez já a sua rotação habitual de costas para a baliza para marcar golo. Bom regresso.

Nicolas Pépé: 7
Continua a mostrar dotes muito bons mas claramente ainda não está adaptado ao futebol em Inglaterra. Podia ter acabado com o jogo mais cedo, mas o passe não saiu bem para Aubameyang na situação em que estavam 2 para 1.

Sead Kolasinac: 6
Ainda à procura de ritmo. Pouco tem jogado e trabalhado depois dos desenvolvimentos extra-futebol que aconteceram.

Lucas Torreira: 6
Entrou a 10 minutos do fim e mesmo assim ainda podia ter marcado.



HIGHLIGHTS

Sem comentários