Com tecnologia do Blogger.

O que esperar do mercado de verão



David Ornstein esteve a dar uma entrevista à BBC e já revelou algumas das linhas mestras do próximo mercado de verão do Arsenal.

Confira os principais pontos:

🔴 Caso o clube não consiga a qualificação para a UEFA Champions League (via UEFA Europa League) o orçamento será a rondar as 40M de libras. Se forem bem sucedidos em Baku o orçamento será bastante superior ao que se irá juntar o novo acordo com a adidas.

🔴 Os responsáveis do Arsenal nunca colocarão em causa o fair-play financeiro da UEFA.

🔴 Apesar de ainda não terem apontado um novo director desportivo, já há alvos definidos para a próxima temporada e as negociações estão em curso.

🔴 A prioridade para a próxima temporada passa pela contratação de (pelo menos) um defesa-central. Djené, do Getafe, é uma forte possibilidade apesar de ter contrato com o clube espanhol até 2023.

🔴 A outra prioridade passa por um médio box-to-box. O Arsenal esteve muito perto de contratar Christopher Nkunku ao PSG em Janeiro para substituir Aaron Ramsey. Adrian Rabiot é outro nome em cima da mesa, mas os problemas do jogador fora-de-campo podem afastar qualquer tipo de negócio.

🔴 Existe ainda a possibilidade de se contratar um avançado, tendo em conta a saída de Danny Welbeck. Se chegar alguém para o lugar do inglês, Eddie Nketiah sairá por empréstimo.

🔴 Caso surjam boas possibilidades de negócio poderá haver ainda a hipótese de se contratar um lateral-esquerdo e um lateral-direito. Mas a prioridade passa pelo defesa-central e médio box-to-box.

🔴 Reiss Nelson integrará o plantel, e o mesmo poderá acontecer a outros jovens como Emile Smith-Rowe, Joe Willock e Bukayo Saka.

Portanto, jogar ou não na UEFA Champions League na próxima temporada fará toda a diferença...

Sem comentários