Com tecnologia do Blogger.

Southampton 3-2 Arsenal - Report



Ao fim de 22 jogos o Arsenal voltou a perder, algo que já não acontecia desde Agosto. Os Gunners caíram no St Mary's Stadium após uma exibição bastante pobre e atrasam-se assim na luta pelo top-4. Mkhitaryan fez os dois golos da nossa equipa, mas que não foram suficientes para derrotar a equipa que ocupava o último lugar da liga.


Arsenal: Leno, Bellerín, Lichtsteiner, Koscielny, Monreal, Torreira, Xhaka, Guendouzi, Mkhitaryan, Iwobi, Aubameyang
Subs: Cech, Özil, Elneny, Ramsey, Maitland-Niles, Lacazette, Nketiah

Southampton: McCarthy, Bednarek, Vestergaard, Yoshida, Valery, Hojbjerg, Romeu, Targett, Redmond, Armstrong, Ings
Subs: Gunn, Hoedt, Davis, Ward-Prowse, Long, Johnson, Austin


Unai Emery proporcionou algumas alterações no onze titular tendo em conta as várias ausências no sector mais recuado do plante. Stephan Lichtsteiner regressou à titularidade tal como Nacho Monreal e Laurent Koscielny, com o capitão do Arsenal a estrear-se a titular na Premier League pela primeira vez nesta época. Özil também já foi opção mas começou o jogo no banco de suplentes, tal como Alexandre Lacazette.

A primeira oportunidade do jogo foi para o Arsenal, dando a possibilidade de Aubameyang inaugurar o marcador logo aos 6 minutos. Um excelente passe em profunidade de Guendouzi lançou Aubameyang no ataque, mas pressionado por um defesa do Southampton não conseguiu bater McCarthy.

Num jogo muito disputado a meio campo, a oportunidade de golo seguinte surgiu apenas aos 18 minutos por Armstrong. O jogador dos Saints rematou fora da área, mas Leno bem colocado não teve dificuldades em segurar a bola.

No entanto o Southampton já tinha mostrado que podia sair com perigo em contra-ataque e chegou ao golo aos 20 minutos, inaugurando o marcador por Danny Ings. Excelente cruzamento na esquerda por parte de Matt Target e Koscielny aborda mal o lance, deixando a bola passar para Ings, que de cabeça em frente a Leno não desperdiçou.



O Arsenal procurou responder ao golo sofrido e fê-lo em menos de 10 minutos. Cruzamento de Nacho Monreal e aparece Mkhitaryan na zona de penalti a cabecear sozinho e a restabelecer o empate no marcador no St Mary’s Stadium.



Logo a seguir Aubameyang teve nova oportunidade de marcar e colocar o Arsenal em vantagem, mas McCarthy impediu o golo do avançado. Cruzamento de Torreira para a entrada da pequena área e o guarda-redes do Southampton saiu com coragem aos pés do avançado gabonês.

Mas a falta de opções defensivas faziam-se sentir em campo e a equipa da casa conseguiu chegar novamente à vantagem já muito perto do intervalo. Redmond cruzou para a entrada da pequena área e novamente Danny Ings, de cabeça no meio dos centrais do Arsenal, atirou para o fundo da baliza fazendo o 2-1.



O resultado ao intervalo penalizava os erros defensivos do Arsenal, bem como a inoperância ofensiva dos jogadores mais adiantados. As contas ficaram ainda mais complicadas para Emery que se viu obrigado a tirar Héctor Bellerín por lesão e no seu lugar lançou Lacazette para o segundo tempo.

O Arsenal procurou mudar os rumos dos acontecimentos e logo no primeiro minuto da segunda parte Aubameyang teve uma boa oportunidade, mas voltou a deixar o guarda-redes do Southampton chegar primeiro à bola. O avançado do Arsenal demonstrava que não estava nos seus melhores dias.

Aos 53 minutos Mkhitaryan fez o seu segundo golo no jogo e restabelecia o empate. Bola recuperada por Lacazette, que serviu o arménio para este disparar de fora da área. Com sorte a bola ainda desviou num dos defesas dos Saints, que enganou McCarthy e serviu para fazer o 2-2.



O Arsenal procurava novamente chegar à vantagem e pensou-se que a partir daí seria um massacre dos Gunners à área dos Saints. No minuto seguinte, a passe de calcanhar de Aubameyang, Alex Iwobi atirou por cima da baliza.

Só que na verdade o Arsenal nunca mais conseguiu chegar com perigo à baliza do Southampton apesar de ter mais posse de bola. O impensável acabou por acontecer quando Mesut Özil perdeu a bola ainda no meio-campo ofensivo e permitiu um contra-ataque rapidíssimo do Southampton. Long tirou um cruzamento na direita para a área e toda a defesa do Arsenal ficou a ver. Charlie Austin, que havia entrado em jogo entretanto, esperou que Leno não chegasse ao cruzamento e não teve dificuldades em fazer o 3-2 final.



Este resultado vem penalizar o terrível jogo realizado pelo Arsenal. Desde a baliza ao ataque, nada funcionou e esta é uma verdadeira derrota colectiva. A nossa equipa atrasa-se assim na luta pelos lugares do top-4 e voltou a perder ao final de 22 jogos.

As atenções viram-se agora para o jogo de quarta-feira, no segundo dérbie da época do norte de Londres. Recebemos os spurs no Emirates em jogo a contar para a taça da liga às 19h45.


Melhor jogador do Arsenal: Henrikh Mkhitaryan
Não foi o melhor. Foi o menos mau e por um simples motivo: fez dois golos. Este jogo não merecia um melhor em campo do Arsenal porque ninguém jogou em condições. O arménio leva o prémio simplesmente pelos golos.

Sem comentários