Com tecnologia do Blogger.

Manchester United 2-2 Arsenal - Report



O Arsenal perdeu dois pontos na deslocação desta quarta-feira a Old Trafford, depois de empatar a duas bolas com o Manchester United. Os Gunners até estiveram em vantagem no marcador por duas ocasiões, mas permitiu que a equipa da casa conseguisse sempre empatar o jogo. Ainda assim são já 20 jogos seguidos em que o Arsenal não conhecesse o sabor da derrota.


Arsenal: Leno, Sokratis, Mustafi, Holding, Bellerín, Torreira, Guendouzi, Kolasinac, Ramsey, Iwobi, Aubameyang
Subs: Cech, Lichtsteiner, Elneny, Mkhitaryan, Maitland-Niles, Lacazette, Nketiah

Manchester United: De Gea, Bailly, Smalling, Rojo, Dalot, Matic, Herrera, Darmian, Lingard, Martial, Rashford
Subs: Romero, Valencia, Mata, Pogba, Fellaini, McTominay, Lukaku


Para esta deslocação a Manchester Unai Emery fez apenas duas alterações no onze titular que havia derrotado o tottenham no domingo. Mattéo Guendouzi substituiu o castigado Granit Xhaka, enquanto Aaron Ramsey entrou para o lugar de Henrikh Mkhitaryan, sendo o arménio relegado para o banco de suplentes.

O Arsenal começou o jogo com mais bola mas tinha dificuldades em sair a jogar devido à pressão alta que a equipa da casa ia exercendo. O primeiro lance de perigo surgiu apenas aos 20 minutos, quando numa combinação entre Ramsey e Kolasinac o cruzamento do bósnio não encontrou destino na área para ser desviado para a baliza de De Gea.

No entanto o Arsenal haveria de chegar à vantagem no marcador aos 26 minutos por Shkodran Mustafi, num lance marcado por uma grande frangalhada de David De Gea. Pontapé de canto a favorecer os Gunners e aparece o central alemão a cabecear sozinho. No entanto aquilo que parecia ser uma defesa fácil para o guarda-redes espanhol, tornou-se num enorme frango e permitiu que o Arsenal ficasse em vantagem no jogo.



Mas durou pouco a vantagem do Arsenal em Old Trafford. Pontapé de livre a favorecer os Red Devils que foi defendido para o lado por Leno e Ander Herrera aproveitou a sua posição em fora-de-jogo para chegar à bola e cruzar para a pequena-área, onde surgiu Anthony Martial para desviar para a baliza.



O jogo ficou pior para o Arsenal quando logo depois Rob Holding foi obrigado a sair de maca devido a uma entrada duríssima de Marcus Rashford. O defesa dos Gunners saiu com o joelho esquerdo ligado, dando lugar a Stephan Lichtsteiner em campo.

O Manchester United havia sido beneficiado pela arbitragem no golo e voltou a sê-lo aos 38 minutos, quando depois de um pontapé a seu favor, Marcos Rojo fez uma entrada duríssima em tesoura sobre Guendouzi e viu apenas o cartão amarelo, quando deveria ter sido expulso. Por muita sorte o jovem jogador do Arsenal não saiu lesionado também.

Ainda antes do intervalo nova contrariedade no jogo para Emery. Ramsey lesionou-se e ficou a arrastar-se em campo até ao árbitro apitar para o descanso. O empate ao intervalo era injusto para o Arsenal que estava por cima no jogo.

Para o segundo tempo o médio galês ficou nos balneários, cedendo lugar a Henrikh Mkhitaryan que voltava a defrontar a sua antiga equipa.

O jogo estava confuso para os dois lados mas foi o Arsenal a beneficiar para regressar à vantagem no marcador. Bola perdida por Rojo e Lacazette, que havia entrado entretanto, correu por ali a fora combinando com Mkhitaryan e quando atirou para a baliza foi abalroado pelos defesas adversários, não impedindo ainda assim que o golo fosse marcado.



Mas o jogo estava tão confuso que os adeptos do Arsenal ainda festejavam o golo de Lacazette e já o Manchester United restabelecia o empate no marcador. Durou 47 segundos o 1-2. Saída de bola do United, Lukaku sozinho conseguiu segurar três defesas do Arsenal e num erro de Kolasinac surge o empate por parte de Jesse Lingard.



O empate não desmoralizou os jogadores do Arsenal, que embora estivessem completamente desgastados do exigente jogo que tinham tido no domingo continuavam à procura dos três pontos. Mkhitaryan aos 71 minutos teve uma oportunidade flagrante, mas desperdiçou à boca da baliza após passe de Kolasinac.

Logo a seguir foi a vez de Aubameyang, que esta noite ficou em branco no jogo, a falhar uma grande oportunidade para golo. De frente para o David De Gea não conseguiu bater o guarda-redes espanhol do Manchester United.

A 15 minutos do apito final Aubameyang tentou novamente chegar ao golo, desta vez num grande remate fora da área, mas De Gea respondeu com uma excelente defesa em voo, evitando assim o terceiro golo do Arsenal.

Até ao final ainda foi o Arsenal que foi procurando chegar à vantagem, mas as pernas não davam para mais. Fica a sensação de injustiça para os adeptos que viram os Gunners a jogar melhor, mas o cansaço e as duas lesões ainda no primeiro tempo condicionaram bastante a estratégia de Unai Emery para este jogo.

O Arsenal volta a entrar em campo no próximo sábado, quando receber no Emirates Stadium o Huddersfield Town em mais uma jornada da Premier League. Jogo marcado para as 15 horas.


MELHOR EM CAMPO: Lucas Torreira
Este homem tem exibições impressionantes. Estava desgastado, é certo, mas mesmo assim virava tudo o que lhe aparecia à frente que estava vestido de vermelho. Levou muita pancada mas nem mesmo as dores evitavam a sua abordagem aos lances. Uma besta!

Sem comentários