Com tecnologia do Blogger.

Bournemouth 1-2 Arsenal - Report



O Arsenal regressou às vitórias depois de levar vencida a equipa do Bournemouth por 1-2 neste domingo. Os Gunners procuravam regressar aos bons resultados depois de uma sucessão de empates e contaram com a contribuição de Jefferson Lerma que fez um 'potente' auto-golo aos 30 minutos. No entanto a equipa da casa conseguiu chegar ao empate ainda antes do intervalo.

No segundo tempo Aubameyang fez o 1-2 para os Gunners e confirmou a vitória para a nossa equipa, que regressa assim aos triunfos embora de forma bastante suada.


Arsenal: Leno, Mustafi, Sokratis, Holding, Bellerín, Torreira, Xhaka, Kolasinac, Mkhitaryan, Iwobi, Aubameyang
Subs: Cech, Ramsey, Guendouzi, Elneny, Özil, Maitland-Niles, Nketiah

Bournemouth: Begovic, Francis, S Cook, Aké, Daniels, Brooks, Gosling, Lerma, Fraser, Wilson, King
Subs: Boruc, Mings, Surman, Stanislas, L Cook, Mousset, Defoe


Várias mudanças efectuadas por Unai Emery na abordagem a este jogo frente ao Bournemouth. Primeiro começou com a alteração do esquema tático da equipa ao jogar com um sistema de três defesa, lançando Mustafi, Sokratis e Holding. Depois destaque para a titularidade de Mkhitaryan que relegou Mesut Özil para o banco de suplentes e Alexandre Lacazette não foi sequer convocado devido a problemas físicos.

O primeiro grande lance de perigo do jogo surgiu aos 9 minutos, quando Lucas Torreira num remate de fora viu a bola a bater no poste direito de Begovic, ficando o uruguaio muito perto de inaugurar o marcador. Na recarga, Mkhitaryan atirou muito por cima da baliza.

O Bournemouth procurou assumir as despesas do jogo mas foi o Arsenal que voltou a criar perigo, aos 22 minutos. Pontapé de canto para os Gunners marcado por Mkhitaryan e a bola voou toda a área indo parar ao segundo poste ao Aubameyang. No entanto pressionado pela defensiva adversária o avançado do Arsenal atirou por cima da baliza de Begovic.

O primeiro grande lance de perigo do Bournemouth surgiu aos 26 minutos através de bola parada. Pontapé livre marcado por Ryan Fraser na lateral esquerda e Bernd Leno teve de voar e desviar a bola para canto para terminar com o perigo do lance. Boa saída do guarda-redes do Arsenal.

O golo do Arsenal acabou por surgir aos 30 minutos graças a um auto-golo de Jefferson Lerma. Cruzamento de Sead Kolasinac na esquerda e o colombiano aparece a cortar a bola, desviando-a para o fundo da baliza. O jogador do Bournemouth mais parecia um avançado do Arsenal e deu assim a vantagem no marcador à nossa equipa.



O Bournemouth tinha mais bola mas não conseguia criar perigo, enquanto o Arsenal deixava o tempo correr. Quando toda a gente já pensava que os Gunners iam conseguir, finalmente, ir a vencer para o intervalo surge o golo da equipa da casa nos últimos segundos do primeiro tempo.

Bola perdida por Alex Iwobi na área adversária e o Bournemouth saiu para contra-ataque no 3 para 5. Apesar de estarem em vantagem numérica nesse lance, o Arsenal deu mais uma demonstração de como não defender e permitiu que os jogadores do Bournemouth tivessem tempo para tudo, concluindo com a finalização de Joshua King.



O intervalo surgiria logo depois e o empate no marcador era um resultado justo para ambas as equipas, tendo em conta aquilo que se tinha passado no relvado.

O Arsenal regressou melhor para o segundo tempo, tal como já tem vindo a ser hábito, mas o primeiro lance de perigo surgiu apenas aos 63 minutos num remate por cima da baliza, efectuado por Aubameyang.

O golo da vitória do Arsenal acabou por aparecer aos 67 minutos, com Aubameyang a ser decisivo. Pontapé livre no meio-campo marcado rapidamente, com a equipa a circular bem a bola. Por fim Kolasinac cruzou para a entrada da pequena-área onde apareceu o avançado do Arsenal que só teve de desviar para o fundo da baliza, estabelecendo assim o 1-2 no marcador.



O Arsenal estava melhor no jogo e dois minutos depois poderia ter chegado ao terceiro. Bola perdida por parte do Bournemouth e Aubameyang sai rapidíssimo para o contra-ataque. Depois colocou em Mkhitaryan, que estava em dia não, e o arménio não conseguiu melhor do que atirar ao lado da baliza de Begovic.

O Arsenal procurava chegar ao terceiro golo para acabar com o jogo e aos 77 minutos foi Kolasinac que não conseguiu finalizar o lance de perigo da melhor forma e rematou às malhas laterais da baliza do Bournemouth.

A cinco minutos dos 90' a sorte protegeu o Arsenal. Lerma rematou fora da área e a bola bateu no poste da baliza de Leno, o mesmo poste que já havia evitado o golo de Lucas Torreira no primeiro tempo.

O jogo terminou com um pontapé livre muito perigoso a favorecer o Bournemouth. Nos últimos segundos Mustafi teve mais uma daquelas suas entradas sem grande nexo e criou logo ali um grande lance de perigo para a equipa da casa. No entanto na conversão a bola saiu por cima da baliza de Leno.

Logo a seguir o árbitro apitava para o final do encontro e confirmava a vitória do Arsenal, que com este resultado aproxima-se dos lugares do top-4. As atenções ficam agora viradas para quinta-feira, na recepção ao Vorskla Poltava em mais um jogo da Liga Europa e onde Emery deverá aproveitar para voltar a lançar os jogadores menos utilizados.


MELHOR EM CAMPO: Sead Kolasinac
Emery apresentou uma surpresa tática para este jogo ao lançar uma defesa a três homens pela primeira vez no campeonato. Sead Kolasinac aproveitou o seu posicionamento para aparecer com perigo no ataque dos Gunners e foi através dos seus cruzamentos que sairam os golos da nossa equipa, primeiro no auto-golo de Lerma e depois no desvio de Aubameyang.

Sem comentários