Com tecnologia do Blogger.

Arsenal 2-1 Blackpool - Report



O Arsenal passou, com naturalidade, aos quartos-de-final da taça da liga ao vencer esta noite o Blackpool por duas bolas a uma.

No entanto a tarefa revelou-se mais complicada do que o esperado. Depois dos Gunners estarem a vencer por 2-0, Mattéo Guendouzi foi expulso e levou à recuperação anímica do Blackpool, que acabou por chegar ao golo com mais uma falha de marcação de Shkodran Mustafi. Ainda assim os Gunners seguraram o resultado e marcam presença na próxima fase.


Arsenal: Cech, Lichtsteiner, Mustafi, Pleguezuelo, Jenkinson, Ramsey, Guendouzi, Smith Rowe, Maitland-Niles, Mkhitaryan, Welbeck
Subs: Martínez, Holding, Torreira, Iwobi, Willock, Nketiah, Aubameyang

Blackpool: Howard, Nottingham, Heneghan, O'Connor, Bola, Spearing, Thompson, Guy, Turton, Feeney, Delfouneso
Subs: Mafoumbi, Taylor, O'Sullivan, Pritchard, McLaughlin, Dodoo, Cullen


Para o jogo frente à equipa do Blackpool Unai Emery fez várias alterações no onze titular, com as novidades a passarem pela titularidade de Carl Jenkinson e Julio Pleguezuelo. Ainda assim o treinador espanhol deixou Lucas Torreira, Alex Iwobi e Pierre-Emerick Aubameyang de forma a precaver-se de algum susto.

O encontro começou com um minuto de silêncio pela morte de Vichai Srivaddhanaprabha, dono do Leicester City, que faleceu recentemente num acidente aéreo. Assim que o árbitro apitou para o inicio do encontro os Gunners tomaram conta da partida e Lichtsteiner, aos 3 minutos, deixou o primeiro aviso ao rematar de longe, mas a bola passou ao lado da baliza de Howard.

Os Gunners foram chegando com perigo por várias ocasiões à área do Blackpool, mas a má finalização ou as intervenções de Howard foram sempre evitando o primeiro golo dos Gunners. Já a equipa adversária ia utilizando o contra-ataque como forma de causar perigo ao Arsenal, mas ou os seus jogadores eram apanhados em fora-de-jogo ou a defensiva dos Gunners resolviam facilmente.

O Arsenal haveria de chegar ao golo aos 33 minutos, quando Stephan Lichtsteiner finalizou da melhor forma, estreando-se a marcar ao serviço dos Gunners desde que foi contratado à Juventus no verão. Grande cruzamento a rasgar de Mattéo Guendouzi e o lateral suíço, em carrinho, desviou a bola para o fundo da baliza de Howard. Estava feito o 1-0.



Pouco depois Mattéo Guendouzi esteve novamente perto de fazer estragos na defesa dos Seasiders, mas o seu remate de longe foi desviado e passou ao lado do poste da baliza do Blackpool.

Ao intervalo no marcador do Arsenal era completamente justa, embora um pouco escassa para as oportunidades que os Gunners iam criando.

No segundo tempo o Arsenal voltou a entrar mais forte e acabou por chegar ao segundo golo do jogo aos 50 minutos. Numa bola recuperada por Guendouzi, Welbeck conduziu o ataque pela esquerda, servindo Jenkinson que cruzou direto para a baliza. O guarda-redes do Blackpool numa tentativa de aliviar desviou apenas a bola para a frente onde apareceu Emile Smith Rowe para atirar para o 2-0.



No entanto o jogo haveria de mudar cinco minutos depois do golo do Arsenal, quando Mattéo Guendouzi viu o segundo cartão amarelo do jogo e foi expulso permitindo que o Blackpool começasse a crescer no jogo.

O golo do Blackpool acabou por surgir aos 66 minutos em mais um erro de marcação de Shkodran Mustafi. Pontapé de canto para o Seasiders e o defesa alemão falhou o tempo de salto, deixando-se bater nas alturas por Paudie O'Connor, aproveitando o irlandês para reduzir a diferença no marcador.



Unai Emery viu-se obrigado a lançar Torreira, Iwobi e Aubameyang no jogo e o Arsenal foi sempre controlando as operações. O Blackpool esforçava-se para tentar o empate no marcador, mas a falta de qualidade individual não permitia mais.

O jogo acabou de vez para a equipa da League One quando marcador do seu golo O'Connor foi expulso com um cartão vermelho direto. O irlandês falhou o tempo de corte e varreu Aubameyang, com o árbitro do jogo a não ter dúvidas em expulsar de imediato o jogador.

A partir daí acabou qualquer tipo de esperanças para o Blackpool e o Arsenal garantiu a passagem aos quartos-de-final da taça da liga.

As atenções viram-se agora para o jogo de sábado na recepção ao Liverpool, em mais uma jornada da Premier League, e que apresenta um grande teste para os comandados de Unai Emery.

Sem comentários