Com tecnologia do Blogger.

Ray Parlour apoia decisão de Wilshere em sair



O antigo jogador do Arsenal, Ray Parlour, apoia a decisão de Jack Wilshere em não tomar a opção fácil de renovar contrato com os Gunners e ficar sentado no banco de suplentes.

Wilshere decidiu sair do clube após uma conversa com Unai Emery, que não lhe garantia os minutos de jogo pretendidos pelo médio inglês. Acabou por sair a custo zero e assinar um contrato de três anos com o West Ham.

"Jack Wilshere tomou uma grande decisão pessoal. Depois de se encontrar com o treinador tomou a noção que seria apenas a terceira ou quarta opção para a sua posição. Sendo um jogador que já perdeu tanto futebol, necessita mesmo de jogar", disse Parlour.

"Estou triste com a sua saída porque gostava de o ver com a camisola do Arsenal, mas estou contente por o ver ir para um clube onde vai jogar. Não há nada pior que treinar duro durante toda a semana e depois na hora do jogo ficar na bancada."

"O West Ham fez aqui uma excelente contratação. Estamos sempre a olhar para o seu histórico físico, mas ele estando em forma todos nós sabemos da sua qualidade. É isso que o West Ham terá de saber gerir."

O novo treinador do Arsenal, Unai Emery, que substituiu Arsène Wenger em Maio disse que esta foi uma decisão "técnica e tática" e não considerava Wilshere a peça mais importante do seu plantel.

Ray Parlour saiu do Arsenal para o Middlesbrough em 2004, em circunstâncias muito idênticas à de Wilshere neste verão. O antigo jogador fazia parte da equipa principal, mas acabou por ir perdendo nas escolhas do treinador. Agora acredita que os Hammers contrataram um jogador que pode fazer toda a diferença.

"Ele vai ser o jogador principal do meio campo e vai ter muito tempo de jogo", continuou.

"Ele é um jogador fantástico. Há apenas dois jogadores que faziam parte da academia e entraram logo para a equipa principal e eu pensei que seriam grandes estrelas no futuro. Um foi o Jack, o outro foi Cesc Fàbregas."

Sem comentários