Com tecnologia do Blogger.

Report: Newcastle 2-1 Arsenal



Arsenal: Cech, Chambers, Mustafi, Holding, Monreal, Elneny, Xhaka, Willock, Iwobi, Aubameyang, Lacazette
Subs: Ospina, Mertesacker, Kolasinac, Maitland-Niles, Welbeck, Nelson, Nketiah

Newcastle: Dúbravka, Yedlin, Lascelles, Lejeune, Dummett, Ritchie, Diamé, Shelvey, Kenedy, Pérez, Gayle
Subs: Darlow, Manquillo, Clark, Murphy, Hayden, Slimani, Joselu


O Arsenal voltou a somar mais uma derrota fora de casa em jogo a contar para a Premier League, ao sair derrotado de St. James Park por duas bolas a uma. Os Gunners ainda não somaram qualquer ponto para o campeonato fora do Emirates no ano de 2018, sendo a única equipa nas quatro divisões profissionais de futebol em Inglaterra a cometer tal proeza.

Arsène Wenger efectuou várias mudanças no onze titular depois do empate a dois golos na quinta-feira passada na Rússia e o destaque foi para a estreia a titular do jovem de 18 anos Joe Willock. Aubameyang também foi titular, desta vez tendo como companheiro na frente de ataque Alexandre Lacazette, que relegou Danny Welbeck para o banco.

O Arsenal até começou melhor e deixou o primeiro aviso aos 5' minutos por Lacazette. Numa jogada combinada com Mohamed Elneny, o avançado francês atirou ao lado da baliza de Dúbravka. Cerca de 10 minutos depois os Gunners haviam de chegar ao golo pelo avançado francês. Bola longa de Mustafi para Aubameyang, que cruzou para o segundo poste e Lacazette em carrinho e de primeira desviou para o fundo da baliza. Estava inaugurado o marcador.

Pouco depois o Arsenal fica a pedir grande penalidade. Aubameyang entrou na área pela esquerda, descaiu para o centro e rematou, com a bola a desviar na mão do defesa Jamaal Lascelles. O árbitro nada assinalou.

O Arsenal continuava a pressionar e a dominar o encontro e rondava a baliza do Newcastle. Iwobi numa jogada individual rematou para as mãos de Dúbravka, enquanto depois foi Chambers a tirar um cruzamento perigoso para a pequena área e a obrigar a defesa adversária a aliviar de qualquer forma.

Com quase meia hora de jogo e talvez um pouco contra a corrente do jogo o Newcastle havia de chegar ao empate por Ayoze Pérez, num lance em que Mustafi fica muito mal na fotografia. Cruzamento de Dwight Gayle na direita e Pérez antecipa-se ao central alemão do Arsenal, atirando para o fundo da baliza.

O Arsenal tentou reagir ao golo sofrido e esteve perto de se colocar novamente em vantagem por Calum Chambers. Na sequência de um livre marcado por Aubameyang contra a barreira, Xhaka lançou Mustafi na esquerda que cruzou para o segundo poste. Chambers esticou-se para chegar à bola mas não conseguiu acertar como pretendia e atirou ao lado.

Já quase em cima do intervalo o Arsenal podia ter aproveitado o erro de Mohamed Diamé, quando o médio perdeu a bola para Lacazette, mas Joe Willock atrapalhou-se e nem rematou/passou colocando a bola pela linha de fundo. O descanso chegaria pouco depois sendo que o empate no marcador era um resultado um pouco injusto para a nossa equipa.

No segundo tempo o Newcastle equilibrou o encontro e ambas as equipas anulavam-se no meio-campo. A primeira ocasião de perigo surgiu apenas aos 66 minutos num remate ao lado de Alex Iwobi. No entanto foi o Newcastle, dois minutos depois, a fazer o segundo golo e a estabelecer o resultado final em 2-1 por Matt Ritchie. Mais um erro da defesa do Arsenal, desta vez partilhado por Monreal e Mustafi, e Islam Slimani aproveitou para ganhar a bola de cabeça e servir Ritchie, que de frente para Petr Cech não desperdiçou.

O golo deu ainda mais alento ao Newcastle que esteve muito perto do 3-1 aos 75 minutos. Slimani lançou Kenedy na esquerda, que entrou na área e rematou, vendo a bola a desviar em Mustafi e a bater na barra da baliza defendida por Cech. Um minuto depois nova oportunidade para a equipa da casa. Slimani passou facilmente por Chambers, servindo Perez que atirou às malhas laterais da baliza do Arsenal.

Já quase em cima do apito final o Arsenal esteve perto de empatar o jogo, quando Lacazette, a cruzamento de Monreal ganhou a bola na altura a Dúbravka e rematando cruzado e à meia volta contra as malhas da baliza do Newcastle.

O encontro acabaria pouco depois, com o Arsenal a confirmar o seu mau momento na Premier League, em especial fora do Emirates. A equipa continua a somar desaires e tem já o Burnley, na sétima posição, a apenas dois pontos de distância, colocando em causa mesmo os lugares de acesso à Liga Europa na próxima temporada. Atenções viradas agora para o jogo do próximo domingo, à hora de almoço, na recepção ao West Ham, em mais uma jornada da Premier League.

Sem comentários