Com tecnologia do Blogger.

Report: Bournemouth 2-1 Arsenal



Arsenal: Cech, Chambers, Mustafi, Holding, Bellerín, Wilshere, Xhaka, Maitland-Niles, Iwobi, Welbeck, Lacazette
Subs: Ospina, Mertesacker, Elneny, Kolasinac, Ramsey, Nketiah, Walcott

Bournemouth: Begovic, Francis, S Cook, Aké, Smith, L Cook, Gosling, Daniels, Ibe, Fraser, Wilson
Subs: Boruc, Simpson, Surman, Arter, Pugh, Mousset, Afobe


O Arsenal voltou a desiludir num jogo fora e somou a 5ª derrota em 12 jogos fora do Emirates. Destaque para a ausência de Alexis Sanchez dos convocados, que segundo Arsène Wenger estará na iminência de assinar por um dos clubes de Manchester. De resto, Mesut Özil voltou a ficar de fora, enquanto Aaron Ramsey regressou aos convocados mas começou o jogo sentado no banco.

O jogo começou com sinal mais do Arsenal que, logo aos oito minutos, viu Maitland-Niles trabalhar bem na esquerda sobre os defesas adversários e atirar à barra da baliza de Begovic. Os Gunners continuaram a pressionar os Cherries e iam criando alguns lances de perigo, apostando na velocidade de Alex Iwobi e Danny Welbeck. O Bournemouth teve a sua primeira grande oportunidade perto do intervalo, com Ryan Fraser a ver o seu remate bloqueado por Calum Chambers no limite.

Na segunda parte chegaram os golos. Héctor Bellerín, lançado, por Iwobi, inaugurou o marcador, aos 52 minutos, com um remate cruzado. A partir daqui a equipa da casa mudou completamente de atitude e partiu para cima do Arsenal. A sua insistência deu frutos e os Cherries conseguiram mesmo dar a volta ao jogo, com golos de Callum Wilson (70') e Jordon Ibe (74'). Até ao final, a formação de Arsène Wenger não conseguiu incomodar Begovic.

No final do jogo regressou a contestação a Wenger (apenas uma vitória, nos últimos sete jogos), com a equipa a ficar cada vez mais longe dos lugares de Champions. A juntar a isso, a saída de Alexis é um dado adquirido e dificilmente, tão cedo, o clube arranjará um substituto à altura.


Melhor do Arsenal: Jack Wilshere (7.7/10)

Sem comentários