Com tecnologia do Blogger.

Wenger pondera participar num mundial



Arsène Wenger coloca a hipótese de vir a poder orientar uma seleção num campeonato do mundo de futebol, mas apenas quando a sua carreira no Arsenal terminar. O treinador francês assinou no verão passado um novo contrato de duas temporadas com os londrinos, significando que poderá chegar aos 23 anos de serviço pelo clube.

Se este for o seu último contrato com o Arsenal, não quererá dizer que o treinador de 68 anos deixe o futebol. Uma participação num campeonato do mundo, onde o calendário é muito menos apertado que o futebol inglês, poderá ser o indicado para o francês.

"Talvez sim, talvez o faça em alguma altura da minha carreira, mas neste momento gosto de estar envolvido no dia a dia do clube pois é o que me desafia", disse Arsène Wenger ao canal beIN Sports.

"Quatro ou cinco semanas é uma experiência diferente, é mais apertado, mas acredito que a verdadeira experiência de gerir uma equipa passa pelo trabalho diário".

"Mas não terei sempre a força física necessária para tal e talvez um dia me mude para isso [treinador de seleção]. É um facto que a minha vida está ligada ao futebol, que de alguma forma está condicionada pela minha força física".

"Irei estar sempre associado ao futebol. Não sei se como diretor ou treinador - o mais tempo possível como treinador. Mas um dia irei parar. Mas com certeza que continuarei no futebol".

Questionado se poderia já estar presente no mundial do Catar, respondeu: "Talvez, nunca se sabe".

Sem comentários