Com tecnologia do Blogger.

Wenger descarta saída de Sanchez e Özil em Janeiro



Arsène Wenger espera que Alexis Sanchez e Mesut Özil continuem no Arsenal para além do mês de Janeiro, a não ser que "algo inacreditável" aconteça.

Ambos os jogadores estão em final de contrato no final desta temporada e têm rejeitado as sucessivas propostas que o clube tem colocado em cima da mesa para prolongarem os seus vínculos.

Özil tem sido associado recentemente a Manchester United e Barcelona, enquanto Sanchez esteve muito perto de assinar pelo Manchester City no último dia do mercado de transferências em Agosto passado, algo que só não aconteceu devido à falha na contratação de Thomas Lemar ao Mónaco.

Apesar dos jogadores não renovarem até ao momento os seus contratos, Wenger tem reiterado a sua confiança na entrega de ambos ao jogo, com Alexis a marcar a grande penalidade decisiva na vitória por 1-0 frente ao Burnley no domingo passado, que recolocou o Arsenal no top-4 da Premier League.

Os Gunners recebem agora esta quarta-feira o Huddersfield Town em casa para mais uma jornada do campeonato e Mesut Özil poderá falhar o jogo devido a estar doente. Por esse motivo o playmaker alemão já havia falhado o jogo em Turf Moor, mas Wenger acredita ainda que o duo não será vendido em Janeiro - mesmo que ambos possam sair a custo zero no final da época.

"Sim, descarto essa possibilidade", disse o treinador francês na conferência de imprensa desta terça-feira na antevisão ao jogo com o Huddersfield.

"Não passo o dia a pensar nisso. Neste momento, e enquanto cá estiverem, têm de dar o melhor pela equipa e pelo clube".

"Na minha cabeça eles irão ficar até ao final da época e essa é uma decisão que está tomada desde o início da época. A não ser que algo inacreditável aconteça, não vejo essa decisão a alterar".

No entanto Arsène Wenger não consegue garantir aos adeptos que ambos os jogadores renovem os seus contratos e que fiquem no clube para além de 2018.

"Por mim eles ficam até ao final da época e foi isso que decidi desde início. Eles entraram no último ano de contrato. Irão ficar durante mais tempo? Isso é impossível responder hoje porque eu não sei. Ele têm contrato até ao final da época".

"Não sou só eu que decido isso. Eles também têm o seu poder de decisão. Se fosse eu a decidir, sim, eles ficavam".

1 comentário:

  1. Domingos Fernandes29/11/2017, 17:58:00

    Eles vão ficar acredito

    (comentário via facebook)

    ResponderEliminar