Com tecnologia do Blogger.

Arsenal 4-3 Leicester City



A época da Premier League começou a todo o gás com o jogo entre o Arsenal e o Leicester, relembrando-nos o porquê de esta ser, sem sombra de dúvidas, a liga mais competitiva do mundo.

No onze do Arsenal, não existiam muitas mudanças, apenas existindo duas mudanças no onze em relação ao jogo da Supertaça Inglesa (Alex Iwobi por Mesut Özil, e Per Mertesacker por Sead Kolasinac).

O Arsenal iniciou o jogo de maneira decidida e, logo aos 2 minutos de jogo, Mohammed Elneny cruza a bola para a área e Alexandre Lacazette num excelente cabeceamento abre a sua conta na Premier League. Melhor estreia para o avançado francês na liga seria impossível.

Contudo, passados dois minutos, o Leicester acabava por igualar o marcador por Okazaki. Lance muito mal defendido por toda a equipa do Arsenal, que denunciava a falta dos centrais titulares no seu onze base.

Apesar de o Arsenal controlar o jogo, acabou por ser o Leicester a marcar novamente por Jamie Vardy. Perda de bola de Granit Xhaka, cruzamento para a área com Vardy a finalizar como nos habituou faz duas épocas.

Quando se pensava que seria este o resultado a fechar a primeira parte, numa combinação entre Özil-Lacazette-Kolasinac, o bósnio acaba por surgir isolado frente ao guarda-redes do Leicester e oferece o golo a Danny Welbeck. Mesmo antes do intervalo, o Arsenal conseguia oferecer uma réstia de esperança aos seus adeptos.

Contudo, a equipa entrou desconcentrada na segunda parte e acabou por sofrer o 3º golo logo a abrir o segundo tempo. Outra vez num cruzamento, outra vez Jamie Vardy.

Ao ver a vitória a fugir, Arsène Wenger mexeu na equipa e fez entrar Aaron Ramsey e Olivier Giroud que se revelaram dois autênticos salva-vidas.

Num passe de Xhaka, Ramsey surge frente ao guarda-redes do Leicester e consegue empatar o jogo aos 83 minutos da segunda parte. Segundos depois, através de um canto, o Arsenal ganhava vantagem no marcador com um cabeceamento a la Giroud!

O Arsenal ganhava o jogo inaugural da época, e fazia os adeptos finalmente respirar de alívio, depois de 95 minutos de montanha-russa emocional.

Apesar da vitória, ficaram patentes as fragilidades defensivas do Arsenal, que quase deitaram por terra o belo trabalho ofensivo da equipa. O próximo jogo é com o Stoke City, e é para ganhar.


Arsenal: Cech, Holding, Monreal, Kolasinac, Bellerin, Xhaka, Elneny, Oxlade-Chamberlain, Welbeck, Özil, Lacazette
Subs: Ospina, Mustafi, Coquelin, Ramsey, Iwobi, Giroud, Walcot


Como já devem ter reparado o número de posts do Arsenal Portugal baixou. Pois é, estamos de férias! No entanto, no decorrer da próxima semana deveremos estar de regresso!

Sem comentários